Assistência social realiza acolhimento de homem em situação de vulnerabilidade social

, Destaque

Há alguns meses, um cidadão de 58 anos que morava em Quintão, em uma associação, sofreu um AVC e passou a enfrentar muitas dificuldades; tendo ficado 60 dias no hospital. Como seus familiares são distantes, e não recebeu apoio, o Ministério Público determinou que o Município tomasse alguma providência.

Diante disso, a assistência social da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação conseguiu um acolhimento em uma clínica em Magistério que, em função dos custos, acabou o devolvendo ao Município. Sendo assim, foi necessário o Poder Executivo contratar uma clínica especializada, em Cidreira, pelo valor de R$ 2.500,00 mensais, para garantir a dignidade e qualidade de vida do paciente.

O mesmo já está no local desde a última quinta-feira, 24 de janeiro. Maiores informações e dúvidas diretamente com o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), que conta com psicóloga e assistente social, pelo fone 3668-1853.

Imprimir